A importância, a História e a Mitologia dos Chás

Em algumas regiões os chás são bebidos em xícaras (Chávenas) sem pega ( alças) pelas seguintes razões:

  • Se você consegue segurar com as mãos, é porque a temperatura do chá está apropriada para o consumo.
  • Se queimar as mãos e não conseguir segurar é porque pode fazer mal.

Os chineses e os japoneses bebem chá quente (de preferência, chá verde) durante as refeições, nunca água gelada ou bebidas geladas. Líquidos gelados durante e após as refeições solidificam os componentes oleosos dos alimentos, retardando a digestão. Reagem com os ácidos digestivos e serão absorvidos pelo intestino mais depressa do que os alimentos sólidos, demarcando o intestino e endurecendo as gorduras, que permanecerão por mais tempo no intestino. Daí o valor de um chá morno ou até água morna depois de uma refeição. Facilita a digestão e amolece as gorduras para serem expelidas mais rapidamente, o que também ajuda no emagrecimento.

O chá é uma bebida estimulante e, quando bebido puro, tem quase zero de caloria. Seus principais efeitos são:

  • Combater o envelhecimento das células,
  • Reduzir o risco de câncer (principalmente de esôfago e estômago), doenças do coração, gastrite e derrame cerebral;
  • Ajudar a fortalecer os ossos e a controlar a pressão arterial.
  • Mas, cuidado: se consumido junto com as refeições, o chá pode diminuir a absorção de ferro.
  • Ele tem também efeito diurético e pode provocar insônia em pessoas sensíveis à cafeína.

Qual a História, a Lenda do Chá?

Tudo começou quando um imperador chinês de nome Shen Nung ferveu folhas de uma planta desconhecida num pouco de água (2.737 a.C.). O resultado foi maravilhoso, e o uso da nova bebida se popularizou em toda a China. Existe uma lenda que afirma ser o monge budista Bodhidarma o descobridor do chá. Diz a lenda que o monge prometera orar a Buda durante um ano, sem parar, dia e noite. O sono, sem dúvida o venceu, e o monge adormeceu durante uma prece. Ao acordar sentiu-se indigno, revoltado, arrancou os cílios. Estes criaram raízes e transformaram-se num arbusto cujas folhas depois de secas e escaldadas produziram uma bebida que nunca mais o deixou dormir.

Mais Informações:

O Tchâ-no-yu (Cerimônia do chá) ou Sadôo (literalmente, "o caminho do chá"), é um sentimento que dificilmente pode ser expresso por palavras. Desenvolvida sob influência do budismo Zen (cujo objetivo é purificar a alma do homem, confundindo-a com a natureza), de certa forma pode-se dizer que o Chanoyu é a materialização do empenho intuitivo do povo japonês pelo reconhecimento da verdadeira beleza na modéstia e simplicidade.

Receitas de Chás deliciosos

 
Belo Horizonte | Minas Gerais
fone: (31) 99312-6506
fale conosco, envie email para falecom arroba shantydeva.com